NATAL

Avatar do Utilizador
Pedro Bala
Mensagens: 1273
Registado: 13 jan 2006, 22:51
Força ou serviço: Polícia de Segurança Pública
Categoria: Agente
Localização: Algures, por aí...

NATAL

Mensagempor Pedro Bala » 15 dez 2007, 10:34

Natal... Na província neva.
Nos lares aconchegados,
Um sentimento conserva
Os sentimentos passados.

Coração oposto ao mundo,
Como a família é verdade!
Meu pensamento é profundo,
Stou só e sonho saudade.

E como é branca de graça
A paisagem que não sei,
Vista de trás da vidraça
Do lar que nunca terei!

Fernando Pessoa
Deus te dê o dobro daquilo que me desejas.

Avatar do Utilizador
masahemba
Mensagens: 243
Registado: 07 jan 2008, 15:17
Força ou serviço: Polícia de Segurança Pública
Categoria: Agente

Re: NATAL

Mensagempor masahemba » 10 jan 2008, 22:09

um poema genial, que reporta a um tempo em que os homens ainda eram inocentes. Infelizmente, mesmo com a tristeza que este poema encerra, já não existem natais assim com tanta poesia. Venham...venham...meninos e paizinhos...olhem o pai natal que chega...ao Continente, ao Jumbo, ao Feira Nova. Mas que árvore de natal maravilhosa! É, não é? Posso lhe mexer? Tens dinheiro? Não! Xô... xô...que a árvore de natal é bonita, mas não é para pelintras! Não sei como autorizam os tesos terem a veleidade de aspirarem ao natal, como as pessoas de bem. Olhem que ele há cada um!
O natal de hoje em dia é uma coisa assim do género. E o carnaval, e a Páscoa... O Povo Unido Jamais Será Vencido!! Como faz falta a poesia, hoje em dia, de Fernando Pessoa, para imortalizar esta vergonha. Briosas saudações. Masahemba


Voltar para “Literatura”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: CommonCrawl e 0 visitante