A FAMÍLIA

Avatar do Utilizador
Pedro Bala
Mensagens: 1273
Registado: 13 jan 2006, 22:51
Força ou serviço: Polícia de Segurança Pública
Categoria: Agente
Localização: Algures, por aí...

A FAMÍLIA

Mensagempor Pedro Bala » 15 dez 2007, 11:05

Sendo o Natal, por excelência, a festa das famílias, quero compartilhar com os membros do fórum este belo texto, publicado há 100 anos, no qual me revejo a nível familiar, fazendo antecipadamente votos para que a maioria - se não todos – se reveja também.
Feliz Natal a todos, se possível, em família, e principalmente com verdadeira paz familiar, já que a do Mundo, a meu ver, cada vez fica mais distante de nós.
O texto, para quem o quiser ler, aqui fica, com arcaísmos e tudo:

A FAMÍLIA

Tudo da sociedade se acha ali simbolizado. O pai e a mãe, que são a grande actividade, inteligente, forte, autorizada e produtiva da casa, representam o presente. Os avós e os velhos, fracos e improdutivos, o pretérito. Os filhos, o porvir.

Que é e o que faz a única fôrça real que ali existe? Que é e o que faz aquêle indivíduo, composto, por Deus, de duas ametades, o homem e a mulher, - o casal? reparte o seu afecto pelos ascendentes e pelos descendentes; não sacrifica êstes àqueles nem aquêles a êstes; dos maiores recebe os conselhos, como lhe herdou os bens; e daqueles bens, daqueles conselhos, e do seu próprio grangeio, prepara a herança, semeia com tempo a felicidade para os que ainda não sabem nem podem olhar por si.

O seu ofício assemelha-se ao do tronco, entre a raiz e a ramada: Assume vida e segurança da porção subterrânea, triste e aparentemente inerte; transmite-as à porção aérea, viçosa e movediça, destinada, agora, a folgar com as virações e com os pássaros, logo, a frutificar e a desseminar-se; mas da copa recebe, também, elementos de vida, elementos iguais transmite, não menos, às raízes.

A seiva circula, sobe e desce de contínuo, de todos os pontos vem e para todos os pontos vai; e é nessa misteriosa e simbólica permutação, que está principalmente o préstimo, a possança e a glória da robusta coluna vegetal.


Castilho Telas Literárias, II,pág. 113,
Emp. Da Hist. De Port., Lisboa, 1907
Deus te dê o dobro daquilo que me desejas.

Avatar do Utilizador
tiririca
Mensagens: 1396
Registado: 16 nov 2007, 11:59
Força ou serviço: Polícia de Segurança Pública

Re: A FAMÍLIA

Mensagempor tiririca » 15 dez 2007, 11:38

Sultão Escreveu:Que é e o que faz a única fôrça real que ali existe? Que é e o que faz aquêle indivíduo, composto, por Deus, de duas ametades, o homem e a mulher, - o casal? reparte o seu afecto pelos ascendentes e pelos descendentes; não sacrifica êstes àqueles nem aquêles a êstes; dos maiores recebe os conselhos, como lhe herdou os bens; e daqueles bens, daqueles conselhos, e do seu próprio grangeio, prepara a herança, semeia com tempo a felicidade para os que ainda não sabem nem podem olhar por si.
Castilho Telas Literárias, II,pág. 113,
Emp. Da Hist. De Port., Lisboa, 1907


Sim, são cem anos! Mas como tudo, mudam-se os tempos mudam-se as vontades! «o casal? reparte o seu afecto pelos ascendentes e pelos descendentes; não sacrifica êstes àqueles nem aquêles a êstes; dos maiores recebe os conselhos, como lhe herdou os bens» Hoje continua a haver afecto por "êstes", mas quase sempre é impossível tê-los junto de nós. Não por falta de carinho e amor, mas por falta de espaço. É triste, é frio, nada natalício, mas é verdade!
O pessimista queixa-se do vento, o optimista espera que ele mude e o realista ajusta as velas.
(Willian George Ward)


Voltar para “Literatura”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: CommonCrawl e 0 visitante