Novo tipo de policiamento

Avatar do Utilizador
tiririca
Mensagens: 1396
Registado: 16 nov 2007, 11:59
Força ou serviço: Polícia de Segurança Pública

Re: Novo tipo de policiamento

Mensagempor tiririca » 06 jan 2011, 22:05

matahary Escreveu:Arrogante és tu, que te arrogas melhor do que os outros para exercer uma profissão que apenas leva seis meses mal paridos de estudos (???).

Como é teu apanágio, não consegues manter uma discussão num tom cordato, partes imediatamente para o insulto, para o disparate. O que é uma pena.

Aponta-me lá uma frase onde eu tenha sido arrogante? Aponta igualmente uma frase onde eu tenha afirmado que era melhor que alguém?

O curso de formação, é apenas a porta de entrada. Ter seis ou nove meses é manifestamente pouco, a vários níveis. A meu ver, a formação de um agente da polícia deveria ter uma duração de três anos. No final, com o actual método de Bolonha, sairia com uma licenciatura. O curso de subchefes deveria ter uma duração de dois anos e daria equivalência a mestrado. O curso de oficiais teria mais dois anos e daria equivalência a doutoramento. Mas isto, sou eu a sonhar alto, porque, para isso ser possível, teria-mos que reformular todo o sistema de segurança interna (o que representaria uma revolução) e sobretudo reduzir drasticamente o número de efectivos. Portugal tem cerca de sessenta mil agentes da autoridade. A Áustria, com um número de habitantes sensivelmente igual ao nosso tem apenas vinte e um mil, mais três mil funcionários civis - Um terço do nosso efectivo! E a Áustria é só e apenas o país mais seguro da Europa!
matahary Escreveu:Eu até não me importava nada que tivesses razão; palavra, não me importava nada. Mas, a realidade da polícia no Reino Unido prova que tu estás errado. E, contra factos não há argumentos. Temos pena.


Eu não estou aqui para ter razão. Nem nunca fiz qualquer afirmação na convicção que estava absolutamente certo. Ou melhor, que a minha opinião é mais válida que a de outrem. Eu apenas manifestei a minha opinião - Que mantenho. Portugal não tem condições para ter um programa desses. Acho-o muito interessante. Acho que é um grande sinal de civilidade da população de Londres. Mas cá, na minha opinião, não funcionaria. Nós não temos o civismo dos ingleses... Eles são demasiado gentleman's para, de forma gratuita, chamar alguém de arrogante! São muito educados, contrariamente ao pessoal de cá! Bebem muito chá! Coisa que falta a muita gentinha daqui!

Nós somos muito atrasados, tanto que, até percebo que um programa desses teria muitas dificuldades de implementação em Portugal - Apesar de o achar muito interessante. Mas não percebo como é que os Suíços, os Austríacos, os Alemães, Os Suecos, Os Dinamarqueses, os Noruegueses, os Finlandeses, os Holandeses, os Belgas e os Irlandeses (que são meio irmãos dos ingleses), povos manifestamente evoluídos, nunca tenham visto as enormes virtudes do voluntariado na polícia! Isso espanta-me e, é a única coisa que não percebo.
matahary Escreveu:Quanto ao resto, não digas disparates! Não tens a mínima noção do que falas.


Sim, eu sei, sou um ignorante que apenas estudou seis meses numa escola de formação de simples polícias!

Não queres partilhar connosco o teu curriculum vitae? Estou certo que seria uma excelente leitura e um open mind para todos estes rústicos que te lêem.

PS: A PSP, composta por muitos rústicos, tendo em conta algumas opiniões, fez a revolução informática em cerca de doze meses. A PSP é hoje uma instituição totalmente digitalizada. Passamos das vetustas máquinas HCESAR para os modernos computadores em cerca de um ano. Tudo se faz dentro de uma aplicação informática a que todos têm acesso e operam. Diz-me lá que outra instituição foi capaz de fazer tal revolução de forma tão suave e tão eficaz num espaço de tempo tão curto?
O pessimista queixa-se do vento, o optimista espera que ele mude e o realista ajusta as velas.
(Willian George Ward)

CPC

Re: Novo tipo de policiamento

Mensagempor CPC » 07 jan 2011, 01:03

tiririca Escreveu:
O curso de formação, é apenas a porta de entrada. Ter seis ou nove meses é manifestamente pouco, a vários níveis. A meu ver, a formação de um agente da polícia deveria ter uma duração de três anos. No final, com o actual método de Bolonha, sairia com uma licenciatura. O curso de subchefes deveria ter uma duração de dois anos e daria equivalência a mestrado. O curso de oficiais teria mais dois anos e daria equivalência a doutoramento. Mas isto, sou eu a sonhar alto, porque, para isso ser possível, teria-mos que reformular todo o sistema de segurança interna (o que representaria uma revolução) e sobretudo reduzir drasticamente o número de efectivos. Portugal tem cerca de sessenta mil agentes da autoridade. A Áustria, com um número de habitantes sensivelmente igual ao nosso tem apenas vinte e um mil, mais três mil funcionários civis - Um terço no nosso efectivo! E a Áustria é só e apenas o país mais seguro da Europa!


tiririca, o que acabou de referir sobre a formação é exactamente aquilo que acho que está errado na PSP. Nunca poderão ter chefias que compreendam os problemas dos agentes e que lutem, se pelos mesmos se 80 ou 90% deles saem de uma escola de oficiais com 23, 24 anos, sem qualquer experiência de vida e de policia e do nada dão por si a comandar meia dúzia de homens com alguns anos de Policia (operacional) com um monte de teorias que lhe deram na escola e que na prática.. bem na prática vocês melhor do que eu sabem..

Sempre ouvi dizer que para se mandar temos de saber fazer aquilo a que mandamos os outros fazer.

Teríamos de fechar a escola de oficiais a civis e ter uma formação como relatou em cima, para ao fim de alguns anos termos uma chefia na PSP que tenha passado por todo um processo de ganho de experiência policial que é obtido no terreno e que, mais tarde aquando oficiais, certamente mudariam a forma como a instituição lida e ajuda os seus agente que estão nas ruas ao frio e à chuva!

Mas como disse, é pensar alto..

Nós somos muito atrasados, tanto que, até percebo que um programa desses teria muitas dificuldades de implementação em Portugal - Apesar de o achar muito interessante. Mas não percebo como é que os Suíços, os Austríacos, os Alemães, Os Suecos, Os Dinamarqueses, os Noruegueses, os Finlandeses, os Holandeses, os Belgas e os Irlandeses (que são meio irmãos dos ingleses), povos manifestamente evoluídos, nunca tenham visto as enormes virtudes do voluntariado na polícia! Isso espanta-me e, é a única coisa que não percebo.


Ser pro activo é uma virtude e os inglês nesse campo estão a anos luz de Portugal. A sua frase elucida bem um pensamento generalizado em Portugal de que se os outros não têm então nós também não vamos tentar até porque dá muito trabalho. O típico cordeirismo Português.

Mas não espero mais da PSP e das nossas forças de segurança e afins. Se nem os blindados conseguem rentabilizar entre si então implementar aquilo que falamos é surrealista.

Avatar do Utilizador
discenti
Mensagens: 25
Registado: 06 jun 2010, 09:45
Força ou serviço: Polícia de Segurança Pública
Pré-policial: Agente Provisório
Localização: Cascais

Re: Novo tipo de policiamento

Mensagempor discenti » 08 jan 2011, 00:16

Fala tanto esta senhora, queria vê-la lá (EPP)... Nem entrar conseguia concerteza!! Mas enfim, se fala tão mal da polícia o que anda a fazer por este fórum?! Só a sra. é que está bem, os polícias todos não valem nada (menos aqueles que lhe dão conversa, ou algo mais!). Deus queira que eu me engane, mas essa pessoa deve ser uma frustrada que nada mais faz na vida a não ser estar com a peida alapardada a escrever mal da polícia... Tenha vergonha e faça qualquer coisa de útil, sim?
Ah, e não fale das coisas sem saber, porque quem diz que um voluntário pode fazer o mesmo que um polícia....por amor de Deus, poupe-me!

Tente arranjar um hobbie...
Shed tears, blood and sweat, but make sure that this always your best ..


Voltar para “FÓRUM 11 - GENÉRICO E UNIVERSAL”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitante